Imaculado vai criar plano para cativar moradores, visitantes e empreendedores

A Junta de Freguesia do Imaculado Coração de Maria promoveu, na tarde desta quarta-feira, uma conferência sob o tema “Ser empreendedor no Imaculado”, promovida no âmbito do Dia do Empresário, que se assinalou no passado dia 25.

A iniciativa levou à sede da Junta diversos empresários residentes e com estabelecimento na freguesia que encheram a sala de reuniões daquele edifício, respondendo assim ao repto lançado pelo executivo da freguesia.

A conferência contou com intervenções de Luís Miguel Rosa, Inspetor Regional das Atividades Económicas, Cristina Pedra, Vice-Presidente da Câmara Municipal do Funchal, e de Pedro Araújo, presidente da Junta de Freguesia do Imaculado Coração de Maria.

Na abertura da conferência, o presidente da freguesia, Pedro Araújo, agradeceu a disponibilidade dos convidados e dos empresários presentes, destacando o propósito da Junta “em ajudar a alavancar a atividade do comércio local”, num trabalho de proximidade com “os empresários que, todos os dias, ajudam a dinamizar a freguesia”.

Já o Inspetor Regional das Atividades Económicas, Luís Miguel Rosa, abordou as boas práticas do comércio, alertando para várias e importantes questões da legislação em vigor sobre a atividade comercial.

Por seu turno, a Vice-Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Cristina Pedra, recordou as diversas iniciativas da actual vereação municipal, presidida por Pedro Calado, a favor das empresas, incluindo a eliminação da derrama e os programas “Alavancar” e “Re-Abrir”.

Na sua intervenção, o presidente da Junta de Freguesia, Pedro Araújo, apresentou o projeto da criação da marca “Imaculado, o Coração do Funchal”, que pretende posicionar e projetar o Imaculado, num plano a médio prazo, atraindo mais residentes, visitantes e empreendedores​, de modo a inverter a tendência de quebra no número de habitantes e de deterioração do comércio local, que marcou a última década​.

A conferência contou ainda com intervenções de Marco Gonçalves, da empresa Qualificar, que apresentou o plano de formações financiadas da empresa, bem como de Edgar Viana, do Pólo de Emprego da Escola da APEL, que expôs sobre o trabalho desenvolvido pela entidade no âmbito da empregabilidade.

111

You may also like